Diferenças culturais contribuem e agregam valores ao profissional

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 17 de agosto de 2016 por


Os Jogos Olímpicos marcam o encontro de mais de 200 nações em 17 dias de competições esportivas. É inevitável que aconteça um intercâmbio de culturas, valores e costumes durante o período do evento, que este ano está sendo realizado na cidade do Rio de Janeiro. E um dos principais objetivos das Olimpíadas é justamente fazer com que os competidores e torcedores saibam lidar e aprender com as diferenças culturais.

Nada melhor do que aproveitar este momento para abordar a questão da diversidade cultural, e acabar de vez com preconceitos que muitas pessoas trazem ao longo de suas vidas. Ninguém escolhe, por exemplo, com quem vai dividir o banco no ônibus de volta para a casa, o vizinho, ou com que terá que conviver no trabalho. Portanto, é fundamental aprender a conviver com pessoas de diferentes culturas, temperamentos, comportamentos e ideologias para ter uma vida harmônica e saudável.

Como se adaptar a um ambiente multicultural na empresa

Foi a partir da década de 1980 que a interculturalidade tornou-se mais presente no dia a dia das empresas. Desde então, saber lidar e conviver com equipes multiculturais é um diferencial competitivo e uma regra básica para uma convivência saudável entre os profissionais, principalmente agora nesse período do Jogos Olímpicos em que muitos profissionais de outros países vem trabalhar no Brasil. Mas, como se preparar para trabalhar em um ambiente multicultural?

Para estabelecer uma boa relação com a nova cultura, é importante conhecer não somente elementos culturais básicos (idioma, música, folclore, vestimentas, entre outras) do colega de trabalho, como também as questões sociais, ideológicas e comportamentais, como moralidade, concepção de passado e futuro, questões éticas e códigos não verbais (gestos e seus significados).
É com base nessas informações que se pode estabelecer uma real conexão com o outro, a qual permite estabelecer o potencial criativo e vital da relação entre os diferentes profissionais. Para muitos, essa adaptação a novas culturas pode parecer uma tarefa difícil e até mesmo impossível, mas no fundo exige apenas compreensão, flexibilidade, humildade e, acima de tudo, respeito.
E essas características temos visto com frequência nos Jogos Olímpicos. São exemplos de força, garra, coragem e superação, além das mais variadas mensagens de esperança, solidariedade e respeito entre atletas das mais variadas nações. Que tal espelharmos essas lições em nossas vidas pessoais e profissionais?

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.