Como gerenciar melhor as emoções

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 23 de fevereiro de 2017 por


Assim como o quociente de inteligência (QI), a inteligência emocional é uma habilidade presente em todo ser humano, porém em algumas pessoas ela é mais desenvolvida do que em outras, sendo uma competência essencial e muito desejada no mundo corporativo.

De acordo com especialistas, um indivíduo com altos níveis de inteligência emocional é aquele que consegue identificar e gerenciar as suas emoções com mais facilidade; apresenta compaixão e motivação; e possui maior capacidade de reagir apropriadamente a dor e ao prazer.

Já os indivíduos com baixos níveis de inteligência emocional muitas vezes não têm consciência de seus comportamentos, têm dificuldades para avaliar o impacto que suas atitudes causam, costumam ser egocêntricos, lidam muito mal com o estresse e se frustram facilmente, o que no ambiente de trabalho gera impactos negativos para o profissional.

Afinal, do que adianta ter um currículo excelente e muitas competências técnicas, se o profissional não sabe lidar com as emoções? A boa notícia é que diferentemente do QI, é possível desenvolver a inteligência emocional. De acordo com o maior estudioso do assunto, o norte-americano Daniel Goleman, para desenvolver a IE, é necessário:

Investir no autoconhecimento: As pessoas que têm um bom nível de autoconhecimento sabem lidar melhor com mudanças, conflitos e dificuldades. É necessário para desenvolver habilidades, lutar para realizar sonhos e cumprir metas. Aproveite o trânsito, a hora do banho, a caminhada ou qualquer momento em que você esteja sozinho e pense sobre a sua vida e suas atitudes. É muito difícil mudar comportamentos quando a busca está sempre no exterior. Deixe o que está dentro de você lhe dizer o que é necessário mudar. Faça perguntas para você mesmo, como:

– Você gosta do que faz?
– Quais são seus sonhos?
– Por que está triste ou por que está alegre?
– O que te faz feliz e o que te estressa?

Ter mais autocontrole: Você age por impulso e deixa se levar pelas emoções? Saiba que pensar antes de agir é fundamental para desenvolver a inteligência emocional, porque na maioria das vezes as reações emocionais são inadequadas. Aqui a dica é contar até 10, sair para tomar um café, etc. Quando as pessoas estão nervosas e estressadas, o resultado da discussão nunca será satisfatório.

Praticar o entusiasmo: Uma pessoa entusiasmada tem o poder de influenciar as outras positivamente para alcançar as metas da empresa. O contrário também é verdadeiro: alguém que chega à empresa se arrastando, reclamando de tudo e contando as horas para ir embora pode levar algumas pessoas para o mesmo caminho.

Uma pessoa entusiasmada acredita na sua capacidade de transformar as coisas e de fazer dar certo. Acredita também nos outros e possui uma habilidade incrível de realização. O entusiasta trabalha para que tudo dê certo, não importa o que seja preciso fazer e nem os recursos que ele possui, ele simplesmente faz acontecer.

Ser mais empático: A empatia é uma habilidade fundamental para qualquer relacionamento, afinal para entender o outro é preciso se colocar no lugar dele. A empatia permite estabelecer a comunicação nas relações. Na dúvida, use sempre a frase: E se fosse comigo…

Desenvolver habilidades sociais: Naturalmente, lidar com as pessoas e saber influenciá-las são pontos fundamentais que demonstram um bom nível de inteligência emocional. Crie uma boa rede de relacionamentos, procure aplicar a empatia, avaliar as necessidades dos outros e ser mais persuasivo.

É importante ressaltar que a inteligência emocional permite perceber melhor quem somos, estabelecer relacionamentos mais saudáveis e adotar atitudes capazes de tornar a vida muito melhor e menos estressante.

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.