Benefícios de parar de fumar

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 31 de maio de 2017 por


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o cigarro mata mais de 7 milhões de pessoas a cada ano. Desse total, mais de 6 milhões correspondem a fumantes regulares de tabaco, enquanto que cerca de 890 mil correspondem a fumantes passivos, que estiveram expostos à fumaça do cigarro.

O tabagismo é, reconhecidamente, uma doença crônica — resultante da dependência à nicotina — e um fator de risco para cerca de 50 doenças, entre elas o câncer, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e as doenças cardiovasculares.

São atribuídas ao consumo de tabaco:

– 45% das mortes por doença coronariana (como o infarto do miocárdio)

– 85% das mortes por DPOC (como o enfisema)

– 25% das mortes por doença cerebrovascular (como os derrames)

– 30% das mortes por câncer, sendo que 90% dos casos de câncer de pulmão ocorrem em fumantes.

Benefícios de parar de fumar:

A cada minuto, hora e dia sem fumar trazem modificações significantes para a sua saúde. Veja os benefícios que você pode alcançar ao abandonar o cigarro, de acordo com um levantamento feito pela American Cancer Society:

– 20 minutos: a pressão sanguínea, a frequência cardíaca e a temperatura do corpo voltam ao normal

– 8 horas: o hálito de fumo desaparece, o nível do monóxido de carbono cai e o nível de oxigênio no sangue volta ao normal

– 24 horas: as chances de ter um ataque do coração diminuem

– 48 horas: as terminações nervosas começam a se reagrupar e as habilidades do paladar e olfato melhoram

– 3 dias: respirar normalmente se torna mais fácil.

– 2 a 3 meses: a circulação sanguínea melhora, andar se torna mais fácil e capacidade pulmonar aumenta até 30%.

– 1 a 9 meses: a congestão nasal e a falta de ar diminuem. Aumenta a capacidade de limpeza dos pulmões, além de reduzir as chances de infecções. A energia aumenta.

– 1 ano: o risco de ter uma doença coronária cai para a metade em comparação com uma pessoa que fuma.

– 2 anos: o risco de ataque do coração cai para níveis normais.

– 5 anos: a taxa de morte por câncer de pulmão de um ex-fumante, que costumava fumar em média um maço de cigarros por dia, diminui quase pela metade. O risco de ter um acidente vascular cerebral reduz; o risco de desenvolver câncer de boca, garganta e esôfago cai 50% em comparação com um fumante.

– 10 anos: a taxa de morte por câncer do pulmão é semelhante à de uma pessoa que não fuma. As células pré-cancerosas são substituídas.

– 15 anos: o risco de desenvolver uma doença cardíaca coronária é o mesmo que uma pessoa que nunca fumou.

Que tal eliminar o cigarro de sua vida?

Quem fuma sofre de dependência química e, portanto, se defronta com grandes desconfortos físicos e psicológicos que podem impor a necessidade de várias tentativas de abandono do tabaco até finalmente conseguir.

A seguir, veja algumas dicas práticas que irão ajudá-lo a parar de fumar:

– Escolha uma data para ser o seu primeiro dia sem cigarro
– Engane a vontade de fumar mudando seus hábitos. Troque locais e horários das refeições, por exemplo.
– Evite tomar café e bebidas alcoólicas
– Beba muita água (vários copos por dia)
– Pratique atividades físicas

Se a recaída ocorrer, não a encare como fracasso. Comece tudo novamente e procure ficar mais atento ao que fez você voltar a fumar. Além disso, se não conseguir parar de fumar sozinho, procure um tratamento médico especializado.

Se você tem dúvidas sobre como lidar com a situação, entre em contato com o nosso serviço de apoio. Estamos aqui para ajudá-lo.

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.