Confira 6 dicas para ter mais longevidade

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 1 de setembro de 2020 por


Como você acha que está seu estilo de vida? Tem bebido mais álcool? Está praticando atividade física ou nos últimos meses ficou mais sedentário? Os seus hábitos diários podem fazer uma grande diferença na sua longevidade. Portanto, é muito importante prestar atenção neles para conseguir viver mais e melhor.

É fato que passamos a viver mais nas últimas décadas. Hoje, no Brasil, a expectativa de vida ao nascer é de 76,3 anos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para se ter uma ideia, em 1940, a expectativa de vida do brasileiro era de apenas 45,5 anos.

Porém, isso se deve principalmente aos avanços da medicina e saneamento básico. Infelizmente, a vida moderna trouxe também piores hábitos e comportamentos, que afetam nossa saúde e qualidade de vida.

Além disso, a pandemia do novo coronavírus impactou ainda mais a saúde mental, os hábitos alimentares e outros fatores que afetam a longevidade. Ao mesmo tempo em que a preocupação dos brasileiros com a higiene para prevenção do vírus aumentou, muitas pessoas sofreram alterações de rotina que prejudicaram o estilo de vida.

Para ajudar você a ter mais longevidade, separamos algumas dicas para incluir na rotina e viver melhor. Confira!

1.      Ter uma vida social ativa

Pode parecer estranho falar isso em meio a uma pandemia, mas manter as relações fortalecidas sempre é muito importante e possível, mesmo em quarentena. A falta de laços sociais está associada à depressão e ao declínio cognitivo na velhice, bem como ao aumento da mortalidade. Segundo a Harvard Health Publishing, um estudo que examinou dados de mais de 309.000 pessoas, a falta de relacionamentos fortes aumentou o risco de morte prematura por todas as causas em 50%. Esse é um efeito no risco de mortalidade quase comparável a fumar até 15 cigarros por dia e maior que o da obesidade e sedentarismo.

Isso é, ter amigos, parceiros e familiares próximos ajuda a viver mais e melhor. Claro, desde que sejam relações saudáveis. A pandemia do novo coronavírus impactou as relações. Mas lembre-se: distanciamento físico não significa isolamento social. Existem formas de ainda manter os relacionamentos fortalecidos, mesmo que à distância. Envie mensagens, faça chamadas em vídeos, assista a filmes com seus amigos simultaneamente e jogue jogos online. Use a tecnologia a seu favor e não se isole.

2.      Praticar atividade física diariamente

Por causa da quarentena, você pode ter parado de treinar na academia ou de fazer a aula do clube, mas mesmo em casa é possível e importante se exercitar. Praticar atividade física diariamente ajuda a prevenir várias doenças, como diabetes, hipertensão e câncer, aumentando a longevidade.

Apenas 15 minutos de exercício por dia já tem muitos benefícios e podem aumentar a expectativa de vida em 3 anos, de acordo com estudo publicado no The Lancet. Se você ainda não incluiu exercícios no seu dia a dia, pode ser que seja porque não encontrou uma atividade de que você realmente goste. Portanto, não desanime. Comece devagar, respeite seus limites, teste exercícios diferentes e tenha metas realistas. Outra dica é testar se exercitar em diferentes horários para ver qual traz mais motivação.

A quarentena pode também ter desanimado e dificultado a prática de exercício físico. Mas não deixe isso se estender. Confira algumas dicas de atividades que você pode fazer em casa:

O importante é se movimentar com regularidade e transformar isso em um hábito.

3.      Não fumar

Pode até parecer repetitivo, mas fumar faz muito mal à saúde e em nenhuma quantidade ou período é saudável. Não importa sua idade, parar de fumar sempre vale a pena e ajuda a aumentar a expectativa e qualidade de vida.

Para se ter uma ideia da gravidade do problema, quem fuma tem o risco 10 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão, 5 vezes maior de ter bronquite, enfisema pulmonar e infarto, além de 2 vezes mais chances de sofrer um derrame cerebral (AVC). Além disso, o tabagismo aumenta o risco de desenvolvimento da forma grave da COVID-19. Se você ainda fuma, confira algumas dicas que podem ajudar você a deixar esse vício:

4.      Alimentar-se bem

É importante lembrar que manter uma alimentação saudável é necessário não apenas por questões estéticas, mas também por saúde. Ter uma dieta saudável faz com que seu corpo receba os nutrientes necessários para sua manutenção correta, aumentando o bem-estar e evitando doenças. Isso não significa que seja necessário fazer dietas restritivas. Na verdade, o ideal é manter uma alimentação equilibrada, priorizando alimentos in natura e limitando alimentos industrializados.

Durante a quarentena e com muitos trabalhando em home office, ficou mais fácil se deixar levar pelas guloseimas e petiscos. Além disso, a ansiedade pelas incertezas do momento aumentou a ingestão alimentar de muita gente. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Francês de Opinião Pública divulgou que, na França, o confinamento afetou o peso e o equilíbrio alimentar da população. Os franceses engordaram, em média, 2,5 quilos.

Confira algumas dicas para manter uma alimentação equilibrada e saudável:

5.      Dormir bem

A qualidade do sono afeta a saúde mental e física, incluindo equilíbrio emocional, saúde cardíaca, sistema imunológico, produtividade, criatividade, vitalidade e disposição sexual. Portanto, dormir pouco ou dormir malo é saudável e afeta sua longevidade. Por isso, é importante adotar uma rotina que priorize o sono. Não adianta dormir mal a semana toda e querer compensar no final de semana, pois uma noite de sono ruim tem efeito cumulativo. Veja algumas dicas para dormir melhor:

 

6.      Controlar o estresse

É normal passar por situações de estresse de vez em quando, mas cuidado para isso não se tornar algo constante. O estresse leva à inflamação do organismo e provoca uma série de reações físicas e emocionais, desencadeando problemas de saúde e antecipando o envelhecimento.

De acordo com o projeto Blue Zone, nas regiões onde as populações vivem mais tempo e com mais qualidade, as pessoas também se estressam em alguns momentos. A diferença é que elas buscam maneiras para eliminar esses incômodos. Algumas formas de fazer isso são:

Evite maneiras equivocadas de lidar com o estresse, como consumo de bebidas alcoólicas, tabaco e outras drogas. Em longo prazo, isso piora seu bem-estar físico e mental.

Comece agora a mudar os seus hábitos e transforme a sua vida!

Quer ver outras dicas de como manter o corpo e a mente bem protegidos? Leia outros artigos em Minha Saúde.

Se estiver passando por algum problema ou situação difícil, você pode entrar em contato com o Programa de Apoio ao Empregado.

Esse conteúdo foi desenvolvido pela Latinmed, agência de comunicação e marketing para área de saúde; e validado pela CGP Brasil, especializada em Programas de Assistência ao Empregado.

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.