Outubro Rosa: mês de prevenção contra o câncer de mama

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 11 de outubro de 2016 por


Durante todo o mês celebra-se o Outubro Rosa, movimento mundial cujo o objetivo é promover a conscientização sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama entre a população.

A iniciativa teve origem nos Estados Unidos, na década de 90, quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure distribuiu laços cor-de-rosa durante a primeira Corrida pela Cura, em Nova York. Desde então, diversas instituições e empresas promovem anualmente, no mês de outubro, ações em apoio ao movimento.

Estatísticas e fatores de risco

Atualmente, o câncer de mama é o segundo tipo de tumor mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos de câncer a cada ano.
De acordo o Instituto Nacional do Câncer, neste ainda devem surgir 57.960 mil novos casos da doença no Brasil.

Entre os diversos fatores de risco relacionados ao câncer de mama, a idade é ainda o principal – estima-se que entre 75% a 80% dos casos ocorram em mulheres com mais de 50 anos. Apenas entre 5% a 10% dos casos correspondem a fatores genéticos.

Outros fatores como sedentarismo, obesidade, tabagismo e consumo abusivo de álcool também aumentam as chances de uma mulher desenvolver um tumor de mama. Conheça a seguir todos os fatores de risco envolvidos:

Fatores endócrinos ou relativos à história reprodutiva
• Idade da primeira menstruação menor que 12 anos
• Menopausa tardia (após os 55 anos)
• Primeira gravidez após os 30 anos
• Não ter tido filhos
• Uso de contraceptivos orais e de terapia de reposição hormonal pós-menopausa

Fatores ambientais e comportamentais
• Ingestão de bebida alcoólica
• Tabagismo
• Sobrepeso e obesidade
• Exposição à radiação ionizante

Fatores genéticos
• Estão relacionados à presença de mutações em determinados genes transmitidos na família, especialmente BRCA1 e BRCA2
• Mulheres com histórico de casos de câncer de mama em familiares consanguíneos, sobretudo em idade jovem; de câncer de ovário ou de câncer de mama em homem

Sintomas
• Nódulo nas mamas, axilas ou no pescoço
• Pele avermelhada, retraída e parecida com casca de laranja
• Alterações no mamilo
• Saída de líquido das mamas

Prevenção é sinônimo de saúde!

O diagnóstico precoce e os exames de rotina são as chaves para salvar vidas! Por isso, todas as mulheres, a partir da primeira menstruação, devem realizar regularmente o autoexame das mamas. Essa iniciativa permite identificar nódulos e alterações anormais nos seios.
Além disso, a mamografia é um importante método de rastreamento do câncer de mama e deve ser realizado anualmente a partir dos 40 anos. Em mulheres mais jovens, recomenda-se o método da ultrassonografia. Mas, sempre consulte seu mastologista ou ginecologista para saber qual é o método mais indicado a você, ok?
Não se esqueça também de adotar hábitos saudáveis de vida, como uma alimentação equilibrada, composta por grãos integrais, frutas e verduras, e a prática regular de exercícios físicos.

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.