Intolerância? Hoje não!

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 6 de setembro de 2017 por


Há quase um ano viralizou na internet um vídeo no qual uma garota declamava uma poesia sobre o respeito às diferentes religiões. A postagem comoveu tantas pessoas, que foi transmitida em cadeia nacional pela rede Globo como forma de campanha contra a intolerância religiosa e social.

O assunto nunca esteve tão em destaque como nos dias de hoje. Ataques terroristas na Europa e as constantes manifestações de ódio de pessoas que vão às ruas dos Estados Unidos com símbolos nazistas, da Klu Klux Klan, são exemplos graves de intolerância que vêm chamando a atenção da comunidade global.

Porém, essa forma de violência não se resume somente a atos extremos como os descritos acima. Atitudes sutis, como as constantes piadas preconceituosas que ouvimos sobre negros, nordestinos, homossexuais e mulheres são atos diários de intolerância, que devemos combater.

No Brasil, infelizmente o ódio de classe e a discriminação racial, religiosa, social e sexual ainda são formas frequentes de intolerância, que causam muito sofrimento no público alvo. Diversas atitudes preconceituosas são observadas até mesmo em locais de trabalho, como, por exemplo, evitar um colega por sua cor ou orientação sexual.

 

Pratique a tolerância: mostre amor, e não ódio

 

As motivações que levam uma pessoa à intolerância sobre as diferenças alheias estão relacionadas à uma ideia de errônea de que se é superior ao outro ou que há uma verdade absoluta a ser seguida.

Porém, não acredite nisso. Viver em um local onde não há respeito entre as pessoas, é certamente sinônimo de infelicidade. Cada ser humano deve ser respeitado e tem o direito de ser e pensar o que quiser ou não ter nenhuma religião.

Ser tolerante é ter a capacidade de aceitar o outro exatamente como ele é e entender que cada um tem a sua própria identidade, o seu próprio caminho e seu jeito de pensar. A diversidade das religiões, línguas, culturas e etnias do mundo não é um pretexto para o conflito, mas, sim, um tesouro que enriquece a todos.

 

Se você ou alguém da sua família é vítima de intolerância e tem dúvidas sobre como lidar com a situação, entre em contato com o nosso serviço de apoio. Estamos aqui para ajudá-lo.
Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.