Reconhecendo e lidando com o abuso verbal

fale com o : pelo | via e-mail

Voltar a Página Anterior


Postado dia 1 de novembro de 2022 por


Reconhecendo e lidando com o abuso verbal: O que é abuso verbal?

Quando as pessoas deliberadamente, e repetidamente, utilizam palavras para machucar o próximo, isso é chamado de “abuso verbal.” Pessoas que sofrem abuso verbal podem começar a acreditar nas palavras nocivas que escutam, e aquelas que praticam o abuso colocam seus empregos e relacionamentos em risco. Então, é importante reconhecer e prontamente abordar o problema, independentemente do palco do episódio ser em casa ou no trabalho.

O que é abuso verbal

Abuso verbal é chamado esporadicamente de “bullying com palavras.” Este é o uso das palavras para machucar os outros – pessoalmente, no telefone, através de cartas, e-mails ou redes sociais. O abuso verbal pode se assemelhar à grosseria, mas ele vai um passo adiante. Pessoas que são apenas grossas podem dizer coisas aparentemente sem noção ou insensíveis, mas elas normalmente não estão tentando machucar ninguém. No entanto, algumas pessoas que propagam o abuso verbal procuram deliberadamente machucar, culpar, menosprezar ou humilhar os outros.

Esse tipo de abusador pode:

Algumas vezes é difícil reconhecer o abuso verbal mesmo quando sinais como os citados acima são presentes. Nos casos em que um abusador possa estar sob o efeito de drogas ou álcool, sua família e amigos podem considerar seu comportamento uma consequência do uso da substância. Em alguns casos isso pode até ser verdade. No entanto, lembre-se de que nem todos aqueles que estão sob efeito de drogas ou álcool acabam praticando o abuso verbal, e nem todos que praticam o abuso verbal estão sob efeito de drogas ou álcool.

Lidando com o abuso verbal

O abuso verbal nunca é justificado, não importa se o abusador se sinta tratado injustamente ou preterido de alguma forma. Existem muitas outras maneiras de calmamente e respeitosamente solucionar conflitos.

Pesquisadores descobriram que a maneira mais efetiva de parar o abuso verbal não é tentar argumentar com a pessoa. Ao invés disso, calmamente evidencie o comportamento abusivo e peça ao abusador para parar. Por exemplo, se um colega de trabalho publicamente te insultar porque sua ligação com um cliente não correu da maneira como ele gostaria, você pode dizer, “Eu sei que você está com raiva, mas isso não te dá o direito de descontar em mim.”

Você também pode querer conversar com um conselheiro ou terapeuta que possa te ajudar a avaliar a situação. Seu Programa de Assistência ao Empregado (PAE) pode lhe trazer orientação e outros recursos para lidar com essas situações.

Este é o primeiro de uma série de três partes sobre o abuso verbal. Fique ligado para os próximos artigos.

Quer ver mais dicas para manter a saúde mental e dos seus relacionamentos em casa e no trabalho? Leia em Minha Vida.

E lembre-se, se estiver passando por algum problema ou situação difícil, você pode entrar em contato com o Programa de Apoio ao Empregado em qualquer época do ano. Estamos aqui para cuidar do que importa para você!

Conteúdo inspirado pela LifeWorks e adaptado para a CGP Brasil.

Receba novos posts por e-mail:
Powered by follow.it

Está passando por alguma dessas situações ou precisa de ajuda em alguma outra questão?

Fale com o d .

Este é um recurso exclusivo e foi desenvolvido para ajudar você a melhorar sua saúde mental positiva, sua resiliência e o equilíbrio entre sua vida profissional e sua vida pessoal.

Se você sentir que é uma ameaça para si mesmo ou para outra pessoa, entre em contato com o d ou ligue para o telefone de emergência 190 ou para 188 para falar com o CVV – Centro de Valorização da Vida em todo o território brasileiro.